terça-feira, 29 de março de 2016

Ex-presidente da Câmara de Apodi é solto após confessar crimes

Da redação

O juiz Renato Vasconcelos Magalhães, atendendo pedido do promotor de Justiça Silvio Brito, determinou que o ex-presidente da Câmara Municipal de Apodi, João Evangelista de Menezes Filho, fosse colocado em liberdade.
João Evangelista estava preso no Centro de Detenção Provisória por força de uma prisão preventiva, decretada na Comarca de Apodi, a pedido do Ministério Público Estadual, após descobrirem que o então presidente da Câmara estava obstruindo as investigações.
O MP investigava desvios de recursos públicos da Câmara de Apodi no período que João Evangelista presidia a casa. Os desvios eram através de abastecimentos de veículos e compras em licitações suspeitas.
Nesta segunda-feira (28), o promotor Silvio Brito disse que a denúncia contra João Evangelista foi oferecida terça-feira passada. Neste mesmo dia, João Evangelista prestou um novo depoimento bem mais esclaredor.
“Confessou alguns crimes", diz o promotor Silvio Brito.
João Evangelista trouxe alguns detalhes muito importante sobre outros casos e se mostrou muito interessado em colaborar com as investigações do Ministério Público.
“Como havia interesse em ajudar nas novas investigações, fiz o pedido pela liberdade dele na própria terça-feira, mas só agora nesta segunda-feira foi que a Justiça decidiu solta-lo”, diz Silvio Brito.
João Evangelista deixou a carceragem do Centro de Detenção Provisória de Apodi por volta das 16h30 desta segunda (28). De acordo com a assessoria, uma nota oficial será divulgada à imprensa nesta terça (29).
Por : Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário